Manga

Jogo da malha

O jogo da malha é um jogo tradicional e popular, largamente conhecido em Portugal. O objetivo é lançar a malha e acertar num pino (de madeira) devidamente enquadrado num círculo ou quadrado desenhado no chão. Este jogo pode ser realizado por equipas de dois ou mais jogadores.

Desenvolvido por Professor Doutor Carlos Neto

Jogo da malha

Benefícios

  • Cooperação/Oposição
  • Desenvolvimento da habilidade motora de lançar
  • Capacidade percetiva
  • Coordenação motora
  • Capacidade de reação e de atenção
  • Tomada de decisão

Descrição

Jogadores: no mínimo 2 e de preferência com idade superior a 5 anos. Toda a família e amigos podem participar.

Material: malhas (sacos de feijão de acordo com o tamanho dos participantes, discos de plástico, bolas, etc), pino (madeira, copo de plástico ou garrafa de plástico vazia, etc.) e fita adesiva ou giz;

Local: deve ser jogado em espaços interiores (casa/sala, corredor, cozinha) ou exteriores (quintal, jardim).

Como se joga: após a escolha de um lugar apropriado, em casa ou no exterior, e num terreno liso, são colocados os pinos (tacos de madeira redondos, ou copos de plástico, por exemplo) a uma distância adequada à idade dos participantes (3 a 4 metros). Cada equipa fica em lados opostos do campo de jogo. Com os jogadores atrás de cada zona demarcada (com fita adesiva, giz ou marcada na terra), lançam o saco de feijões ou disco (um de cada vez) para tentar acertar no pino do outro lado do campo de jogo. Em seguida a malha é lançada pelo jogador do outro lado.
Recebe-se 6 pontos por cada vez que derrubarem a malha e 3 pontos para a malha (saco de feijões) que fique mais perto do pino. Ganha a equipa que atingir primeiro os 30 pontos.
Uma partida pode ser composta por 3 jogos, uma equipa para vencer terá que ganhar 2 jogos.

Nota: Podem ser introduzidas variantes que dificultem o jogo, quer quanto à distância dos pinos, quer quanto ao número de equipas participantes.